20 de julho de 2014

Comentários de Marcos 16

_________________________________________________________________

Este capítulo faz parte da obra: “O Novo Testamento Comentado”, de autoria de Lucas Banzoli e de livre divulgação.
_________________________________________________________________


1. E passado o sábado, Maria Madalena, e Maria [mãe] de Tiago, e Salomé, compraram especiarias, para virem, e o ungirem.
2. E manhã muito [cedo], o primeiro dia da semana, vieram ao sepulcro, o sol já saindo.
3. E diziam umas às outras:
Quem nos revolverá a pedra da porta do sepulcro?
4. Porque era muito grande. E observando, viram que já a pedra estava revolta 
5. E entrando no sepulcro, viram um rapaz sentado à direita, vestido de uma roupa comprida branca; e [elas] se espantaram.
6. Mas ele lhes disse: 
Não vos espanteis; buscais a Jesus Nazareno crucificado; ele já ressuscitou; não está aqui; eis aqui o lugar onde o puseram.
7. Porém ide, dizei a seus discípulos e a Pedro, que ele vos vai adiante para a Galileia; ali o vereis, como ele vos disse.
8. E elas, saindo apressadamente, fugiram do sepulcro; porque o temor e espanto as tinha tomado; e não diziam nada a ninguém, porque temiam.
9. E [Jesus], tendo ressuscitado pela manhã, [n]o primeiro da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, da qual tinha expulsado sete demônios.
10. Esta, tendo indo, anunciou aos que estiveram com ele, os quais estavam tristes e chorando.
11. E eles, ao ouvirem ouvindo que ele vivia, e [que] tinha sido visto por ela, não creram.
12. E depois se manifestou em outra forma a dois deles, que iam pelo caminho para o campo.
13. E estes, indo, anunciaram aos outros; [porém] nem ainda creram nestes [dois].
14. Finalmente se manifestou aos onze, estando eles juntamente sentados, e repreendeu [pela] incredulidade e dureza de coração deles, por não terem crido nos que já o tinham visto ressuscitado.
15. E disse-lhes: 
Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura.
16. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
17. E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;
18. Pegarão serpentes com as mãos; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; porão as mãos sobre os enfermos, e sararão.
19. Então o Senhor, depois de ter lhes falado, foi recebido acima no céu, e sentou-se à direita de Deus.
20. E eles saíram e pregaram por todas as partes, o Senhor operando com eles, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiam. Amém.




16.7 a seus discípulos e a Pedro. A distinção entre Pedro e o grupo de discípulos pode ser explicada pelo fato de ele ter ficado profundamente desolado e arrasado após ter negado Jesus (Lc.22:62), a ponto de não se considerar um “discípulo”. Necessitava naquele momento de atenção e cuidado especial.

16.9 da qual tinha expulsado sete demônios. Embora a tradição afirme que ela havia sido uma prostituta, a Bíblia não diz nada sobre o que ela fazia da vida antes de seguir Jesus, mas apenas que dela saíram sete demônios.

16.9-20 Os manuscritos mais antigos e importantes dos primeiros séculos não contém estes últimos versículos do evangelho de Marcos, que bem possivelmente são um acréscimo “necessário” ao evangelho que por alguma razão desconhecida termina abruptamente no v.8. Os Pais da Igreja também mostravam desconhecer a canonicidade de tais versículos. Mesmo assim, não há nada em tais versos que contradiga algo que conste em alguma outra parte da Bíblia, pois estes versos são apenas repetições de verdades que já haviam sido declaradas de forma clara em outros locais do NT.

16.16 quem crer e for batizado será salvo. Não significa que o batismo salve ou que sem o batismo não haja salvação, pois a continuação do verso não diz que “quem não crer e não for batizado será condenado”, mas somente que “quem não crer será condenado”. O texto serve para ressaltar a importância do batismo na vida do cristão, como um ato imediatamente subsequente e consequente da conversão e arrependimento. Na Igreja primitiva, os convertidos eram imediatamente batizados logo ao crer (At.8:36; 9:18; 2:41; 8:12-13; 16:13; 18:8; 22:16), e por isso havia essa estreita ligação entre “crer e ser batizado”, como se fosse uma coisa só. Infelizmente, muitas igrejas nos dias de hoje não batizam ou não o fazem com frequência, desassociando as duas coisas e obrigando o convertido a esperar meses (ou anos!) até poder ser batizado.

16.17 falarão novas línguas. V. nota em At.2:2-4.

16.18 pegarão em serpentes com as mãos. Como aconteceu com Paulo, que foi protegido por Deus quando uma víbora prendeu-se à sua mão (At.28:3-6). Isso obviamente não significa que todo cristão tenha quesempre ser curado de picadas de cobra, e muito menos que devamos brincar com o perigo e corrermos deliberadamente o risco de sermos picados. 

0 comentários:

Postar um comentário

O seu comentário passará por moderação e em seguida será exibido ao público.