15 de julho de 2014

Comentário de Mateus 1

_________________________________________________________________

Este capítulo faz parte da obra: “O Novo Testamento Comentado”, de autoria de Lucas Banzoli e de livre divulgação.
_________________________________________________________________


1. Livro da geração de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão.
2. Abraão gerou a Isaque; e Isaque gerou a Jacó; e Jacó gerou a Judá e a seus irmãos.
3. E Judá gerou de Tamar a Perez e a Zerá; e Perez gerou a Esrom, e Esrom gerou a Arão.
4. E Arão gerou a Aminadabe; e Aminadabe gerou a Naassom; e Naassom gerou a Salmom.
5. E Salmom gerou de Raabe a Boaz; e Boaz gerou de Rute a Obede; e Obede gerou a Jessé.
6. E Jessé gerou ao rei Davi; e o rei Davi gerou a Salomão da que [fora mulher] de Urias.
7. E Salomão gerou a Roboão; e Roboão gerou a Abias; e Abias gerou a Asa.
8. E Asa gerou a Josafá; e Josafá gerou a Jorão; e Jorão gerou a Uzias.
9. E Uzias gerou a Jotão; e Jotão gerou a Acaz; e Acaz gerou a Ezequias.
10. E Ezequias gerou a Manassés; e Manassés gerou a Amom; e Amom gerou a Josias.
11. E Josias gerou a Jeconias, e a seus irmãos no [tempo do] exílio babilônico.
12. E depois do exílio babilônico Jeconias gerou a Salatiel; e Salatiel gerou a Zorobabel.
13. E Zorobabel gerou a Abiúde; e Abiúde gerou a Eliaquim; e Eliaquim gerou a Azor.
14. E Azor gerou a Sadoque; e Sadoque gerou a Aquim; e Aquim gerou a Eliúde
15. E Eliúde gerou a Eleazar; e Eleazar gerou a Matã; e Matã gerou a Jacó.
16. E Jacó gerou a José, o marido de Maria, da qual nasceu Jesus, chamado o Cristo.
17. De maneira que todas as gerações desde Abraão até Davi são catorze gerações; e desde Davi até o exílio babilônico catorze gerações; e desde o exílio babilônico até Cristo catorze gerações.
18. E o nascimento de Jesus Cristo foi assim: estando sua mãe Maria desposada com José, antes que se ajuntassem, ela foi achada grávida do Espírito Santo.
19. Então José, seu marido, sendo justo, e não querendo a expor à infâmia, pensou em deixá-la secretamente.
20. E ele, pretendendo isto, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonho, dizendo: 
José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, porque o que nela está concebido é do Espírito Santo.
21. E ela dará à luz um filho, e tu chamarás seu nome Jesus; porque ele salvará seu povo de seus pecados.
22. E tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo Senhor por meio do profeta, que disse:
23. Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamarão seu nome Emanuel, 
que traduzido é: Deus conosco.
24. E despertando José do sonho, fez como o anjo do Senhor tinha lhe mandado, e recebeu sua mulher.
25. E ele não a conheceu [intimamente], até que ela deu à luz o filho dela, o primogênito, e lhe pôs por nome JESUS.





1.2-16 Mateus usa o termo “gerou” em um sentido mais amplo, que significa “antecedente de”, não necessariamente como sendo o pai natural. É neste sentido que “Jorão gerou a Uzias” (v.8), quando de fato houve três gerações entre eles (Acazias, Joás e Amazias), e é neste sentido que “Josias gerou a Jeconias” (v.11), quando na verdade Josias era pai de Jeoacaz (2Cr.36:1), que era pai de Jeconias.

1.21 Jesus significa o Senhor salva.

1.25 até que. Ao invés de Mateus dizer que José não “conheceu” intimamente Maria nunca (dogma da virgindade perpétua de Maria), ele diz que José não a conheceu até que ela desse a luz a Jesus. Mateus poderia ter dito em relação à Maria o mesmo que foi dito acerca de Mical, que “não teve filhos até o dia da sua morte” (2Sm.6:23). Com isso, ele estaria deixando claro que ela não havia gerado filhos durante todo o seu período existencial (“até a sua morte”). Mas com Maria essa restrição era somente até o nascimento de Jesus, e não para sempre. Este “até que”, quando empregado no NT, implica no fim de um acontecimento. É assim que temos que comer o pão e tomar o cálice até que Jesus venha (1Co.11:26), que os mortos não reviveramaté que se completassem os mil anos (Ap.20:5) – porque reviveram depois –,  que Pedro e João foram colocados na prisão até o dia seguinte (At.4:3) – porque depois saíram – e que a visão do monte da transfiguração não era para ser contada para ninguém até que Jesus fosse ressuscitado dos mortos (Mt.17:9) – eles contaram depois disso (2Pe.1:17,18).

1.25 primogênito. O fato de Mateus acrescentar que Maria deu a luz ao seu “primogênito” (v.25) também indica que ela teve outros filhos. Caso assim não fosse, teria simplesmente escrito que Jesus era o seu “filho único”, como a Bíblia frequentemente afirma em outros casos, em que de fato não havia outros irmãos na família, como o caso da viúva de Naim, cujo “filho único” (Lc.7:12) havia falecido, e do homem que queria expulsar de seu filho o demônio, porque era o seu “filho único” (Lc.9:38). Por que nestes casos não está escrito que eles eram os seus filhos primogênitos? Porque eles eram os seus únicos filhos. Quando alguém era o primeiro de outros filhos de uma mesma mãe, é comum a Bíblia chamar de “primogênito”, por ser o primeiro de outros filhos (1Cr.4:4; 2:50; 1:29); porém, quando ele não apenas é o primeiro, mas também o único, a expressão frequentemente utilizada é a de “filho único” (Lc.7:12; 9:38), expressão essa que nunca foi aplicada a Jesus em relação à sua família natural. 

6 comentários:

  1. Lucas, a biblia católica não está escrito o filho "primogênito" no texto original qual das versões(católica/protestante) se aproxima mais do português?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. O grego diz:

      "kai ouk eginwsken authn ewV ou eteken ton uion authV ton prwtotokon kai ekalesen to onoma autou ihsoun"

      A palavra "prwtotokon" (no meio da frase) significa "primogênito". Portanto não vejo razões para omitir esta palavra em uma tradução séria.

      Abraços!

      Excluir
    2. Eu descobri que muitas bíblias católicas estão adulteradas.. mas tem algumas versões mais antigas em latim que fala ... que ele e o primogênito (primeiro), fala tb que ela nao teve relações com Jose ATE jesus nascer... mas muitas estão faltando partes provavelmente de proposito p ENGANAR O POVO..REALMENTE O ROMANISMO E UMA DESGRAÇA.. estou abismado com essa safadeza...a versão AVE MARIA é tb adulterada. Mt 1:25..

      Excluir

    3. Esta versão CATÓLICA em Vulgata latina esta completa.
      Mt.1:25
      et non cognoscebat eam donec peperit filium suum primogenitum et vocavit nomen ejus Jesum.
      Traducao.
      e não a conheceu até que ela deu à luz um filho; e pôs-lhe o nome de Jesus.

      DEIXA OS CATÓLICOS SABER DISSO QUE TEM VERSÕES DA BÍBLIAS DELES ORIGINAL Q NEGA A VIRGINDADE DE MARIA e ainda tendo outros filhos kk.

      Excluir
  2. Lucas, sobre o nascimento de Jesus ter sido realmente por obra do Espirito... há uma galera que crê que Ele é fruto da união entre José e Maria mesmo... existe algum resquicio de adulteracao desses textos? igual Mateus 28:19 ou Marcos 16 do versiculo 9 em diante?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, este texto é bem preservado e encontra paralelo em outros evangelhos também. Geralmente quem não acredita são aqueles que não tem fé para acreditar que Deus possa ter feito uma virgem dar a luz, em especial os teólogos liberais, mas essa sempre foi a crença da Bíblia e da Igreja, enfatizada por todos os Pais da Igreja e teólogos ortodoxos das mais diversas vertentes teológicas ao longo dos séculos. Pessoalmente, eu creio que se Deus existe e se tem poder para criar todo o Universo do nada, então fazer com que uma virgem dê mà luz é fichinha. Abs!

      Excluir

Sua participação é importante e será publicada após passar pela moderação. Todos os tipos de comentários ou perguntas educadas são bem-vindas e serão respondidas cordialmente.